gato e lãs

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Quando eu for daqui embora...



Apesar de toda a tristeza,
terei vivido a felicidade.
Levarei comigo essa certeza
e um tanto de saudade...

Lembrarei o exemplo do meu pai,
sua honra, esforço e honestidade
alguém que alcança o topo e não cai
transmitindo firmeza e solidariedade.

Vou guardar na minha alma
uma imagem intocável de bondade...
Uma doce rotina sólida, calma
e vibrações de sinceridade...

Minha mãe estará presente
no meu andar e caminhar
o que me fará de muitos, diferente.
Já saberei o que é perder ou ganhar.

Não mais viverei de coisas banais...
Ela ensinou que pra ter humanidade,
é preciso amar e respeitar os animais
e nunca, nunca perder a humildade.

Espalharei no chão as lembranças.
Todas serão divididas entre os irmãos,
que poderão voltar a ser crianças
se unirem em corrente suas mãos...

Quando eu for daqui embora,
vou levar um pouco de vida...
Vou levar a minha alma que chora
e a dor dessa longa partida...

Joanna Catharina
20/06/2013

23 comentários:

  1. Un Poema inmensamente bello con esa Melancolía plácida y suave que nos invita a cruzar el umbral de una forma tranquila y con luminosidad por los ejemplos de personas queridas que nos han marcado el Camino.
    Hey Joanna!
    Estou aqui novamente.
    Eu fiz os testes necessários e os resultados confirmaram a previsão de que mais ou menos sabia.
    Eu tenho alguns meses difíceis para combater esta doença, mas a coisa boa é que é localizada e não generalizada.
    A vida continua e você tem que fazê-lo ir, por isso vou começar esta semana e vai publicar poesiayvivencias desde que me permita minha nova vida, para ver o seu lindo blog e comentar sobre seus grandes pensamentos.
    Obrigado por sempre estar lá! Eu senti suas orações, sua energia, suas expectativas ... Seu amor.
    Você é uma mulher maravilhosa, cheia de ternura e cumplicidade.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou torcendo por você Pedro. Você será forte. Te mandei resposta no e-mail mas ainda não sei se foi.

      =* beijossss

      Excluir
  2. Muito bonito esse poema, adorei. A poesia expressa o que e a vida e retrata que nessa vida nós levamos as coisas boas que aqui um dia vivemos e que queremos que elas estejam com nós por toda nossa vida. você e uma garota muito especial continue sendo essa garota especial que você e, que nós encanta com essas belas poesias Abraços e bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha só, não é que apareceu a margarida? rs....

      Obrigada Cássio, ainda estou esperando você fazer o seu blog, aliás, o senhor já está muito atrasado para compartilhar com todos os seus desenhos.

      =* beijosss

      Excluir
  3. Nossa, adoro essas oportunidades que os blogs nos oferecem, de lermos tamanha beleza desenvolvida através de palavras!!! Linda esta poesia, massageou a alma docemente!!

    Bjs flor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro Tallita, essa realmente é a melhor parte de tudo =)

      Suas poesias são muito doces!
      Não fui tão presente quanto deveria nas visitas aos blogs, mas agora que estou por aqui novamente, voltarei a visitá-la com frequência, ok?
      =* beijosssss

      Excluir
  4. Olá Joaninha,

    Lindo demais este poema.

    Um beijo muito grande e que o seu dia seja repleto de felicidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manela, fico muito feliz por fazer novos contatos com pessoas talentosas!
      Manja muito do artesanato hein?

      =* beijosss e obrigada pela visita

      Excluir
  5. Olá! Fortuitamente encontrei o seu blog, e gostaria de dizer que amei a poesia! Lá no túnel estão as pessoas que mais amamos, e nos alegraremos muito! Bem, gostaria de seguir o seu blog, e se a Srta permitir, estarei fazendo-o! abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ives, fico muito contente que a poesia tenha te tocado.
      Mais feliz ainda por você passar por aqui e me deixar seu comentário! Claro que pode seguir o blog. Já estou indo xeretar os seus blogs =)

      =* beijosss

      Excluir
  6. Maravilhoso!!!

    Nossos pais ao longo da vida tiveram oportunidade de transmitirem valores, do qual levaremos para sempre.
    Não importa onde eu ande, levarei a bondade que minha mãe plantou no meu coração comigo.

    bjokas e tenha um lindo dia =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bell, você captou a mensagem da poesia.. Obrigada pela visita!

      Um lindo dia para você também, moça!
      =D

      Excluir
  7. LINDO!
    Pergunto se iremos "encontrar" alguém no além... ninguém ainda me deu resposta.
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quer saber a minha opinião, Teresinha?

      se vamos ou não, eu não sei... Mas como gosto de poetizar tudo neste mundo, é muito melhor imaginar que há alguém lá do outro lado, para nos dar um abraço... Se isso não acontecer, essa ilusão não me fará mal. Mas se acontecer, vou chegar a conclusão de que até as ilusões existem por algum propósito divino...

      Tenha bons dias =)

      Excluir
  8. Oi Joana, sou fã do teu blog desde a primeira vez que estive por aqui. Gosto muito do que você escreve, teus textos, teus poemas, grandes verdades ditas de maneira amena. Quando li teu título choquei. É daqueles assuntos que eu não gosto de falar, como se ignorar impedisse. Não lido bem com a morte mas como foi você que escreveu eu li, e só posso dizer que adorei a maneira como você falou sobre o assunto. Foi delicado. Vou levar teu poema para ler sempre e distribuir por aí sempre que tiver chance. Beijos
    Joana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joana, você me faz ficar imensamente conte, é por pessoas como você que "eu voltei, agora prá ficar..." rs..
      Na verdade, nunca tive a intenção de deixar de aparecer por aqui, mas às vezes o tempo e a falta de vontade falaram mais alto, você que tem blog, sabe do que estou falando, não é?
      Eu fico feliz por ter gostado do poema. Se pararmos para pensar, a morte deveria ser algo tão natural quanto é o nascimento... O duro são as despedidas, mas elas sempre foram necessárias. Claro que gostamos de viver e enquanto houver vida deve haver a luta pela vida, mas a morte é algo inevitável para todos nós.. Então por que perder o controle sobre isso?
      No fundo, o importante mesmo, é o que iremos deixar por aqui e aquilo de bom que deixaram pra gente...
      =* beijosss

      Excluir
  9. Olá!Bom dia
    Joaninha
    sim, puxa, que bom que deu certo ( link)...
    pais ensinam. Inspiram. Com gestos, palavras e atitudes, ou mesmo com sua ausência. Filhos apre(e)ndem: pelo caminho da imitação, da transformação ou da oposição...não devemos ser bons pelo medo do castigo, mas pela vontade e crença de que aquilo é o certo...e dentro daquilo que eu acredito, mais importante do que o rótulo que carregamos são os ensinamentos e a moral que levaremos "quando daqui for embora"...
    Agradeço pelo carinho
    Bom retorno
    Belos dias
    Beijos
    ClicAkiFelisJunior

    ResponderExcluir
  10. Muito belo este poema, Joanna!
    Gostei mesmo muito.
    Beijo
    Sónia

    ResponderExcluir
  11. Belíssimo poema. Tu escreves muito bem. Toda partida é difícil e dolorida, mas faz parte da vida. Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Lindíssimos versos, Joana! Fico feliz que tenha voltado, esse blog é demais!
    Partir ainda é um mistério. É por isso que devemos encarar como se fôssemos ainda enxergar depois dessa viagem, para que possamos pensar: valeu a pena, eu vivi de verdade. E viver é isso tudo que está nos versos: humildade, solidariedade, carinho, partilha.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
    Eu também tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita.
    Ficarei radiante se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, saiba que sempre retribuo seguido também o seu blog. Deixo os meus cumprimentos e saudações.
    Sou António Batalha.

    ResponderExcluir
  14. A Verdade Em Poesia, está a tentar visitar a todos os seus seguidores,
    para deixar abraço amigo e agradecer por termos ficado juntos mais um ano,
    desejar também que este ano lhe traga muitas alegrias, e grandes vitórias.
    Atenciosamente. António.
    PS. tive de seguir outra vez porque estava sem foto, ou sem endereço.

    ResponderExcluir