gato e lãs

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Despertar



Amei desde o começo. Com os frios na barriga, olhares verdadeiros e o desejo de um beijo apaixonado no primeiro encontro.
Amei com minhas limitações, inseguranças e defeitos: ora infantilizada, ora madura, como você bem sabe.
Amei diariamente, como alguém que sente necessidade de doses diárias de um café doce.
Amei com toda a força, alegria e entusiasmo, cada respiração sua.
Amei o tocar de mãos e toda a energia que me fez sentir viva. 
Amei suas desculpas, suas tristezas.
Amei com cumplicidade e também te entreguei o meu melhor lado: minha amizade.
Amei intensamente. Fiz planos para o futuro, construí sonhos, quis ser alguém melhor para você.
Amei da forma que jamais poderia. Passei por cima dos meus medos, engoli seus defeitos e meu orgulho. Acreditei em suas promessas, não quis brigar, propus mudanças.
Amei sua família. Esqueci toda a indiferença e diferença.
Amei sim, a cada detalhe. Da rotina ao desgaste.
Porém um dia aconteceu: tive um estranho despertar. Me dei conta que depois de tanto tempo, já não consigo conjugar o verbo amar no presente.
Mas indiscutivelmente, amei e disto jamais me esquecerei...

Joanna Catharina
08/04/2013

17 comentários:

  1. Olá!
    Joanna
    Tudo bem? Comigo, tudo!Saudades também!
    Desabafos...
    Se as coisas não deram certo como deveriam...
    É sinal de que não tiveram medo de tentar...
    E a vida segue... para tentar e errar muitas vezes...Amar não é um verbo que nos faz ficar nos repetindo pelos mesmos motivos que nos prometem libertar.
    Bom início de semana
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo o que você disse Felis!
      Eu deveria ter postado esse texto quando comecei a escrever rs... Mas eu estava tão deprê que acabei deixando ele lá, largado... Acabei terminando de escrever hoje. Sabe como é, rs... Alguns textos ficam perdidos e e a gente reencontra depois de um tempo.
      E a vida segue mesmo, assim como seguiu e superei isso tudo do texto =)
      Amar é algo tão difícil rs....
      =* bjs

      Excluir
  2. jojowww, muito profundo. O que dizer???? Gostei muito,sou fã e coruja também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi dona Maria!
      Ainda bem que gostou e que é coruja, porque herdei você rs... Já nasci coruja e tudo.
      =* bjs

      Excluir
  3. Lo importante es haber sentido toda la pasión y la fuerza del Amor. Quien no pone este compromiso no sabe lo que se pierde y es realmente el vencido.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Pedro. Por este mesmo motivo foi que acabei, depois de muito tempo ter escrito o texto, dando mais e mais chances para o amor.
      O amor sempre vai valer a pena, mesmo quando virar apenas lembranças...

      =* beijos

      Excluir
  4. Joanna, abri meu bloguito e li seu comentário me dando força. Não sabe a felicidade que eu tenho em receber visitas. E vim aqui te retribuir o carinho quando encontro suas palavras tão bem ditas. Fiquei um momento sem saber se era sua história retratada ou uma inspiração alheia. De qualquer forma, venho com um abraço muito sincero de amizade crescente. Aceite apenas. O Felisberto disse bem: "E a vida segue...para tentar e errar muitas vezes". E para amar e amar muitas vezes também!
    Fique com Deus. Cacau

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cacau, a internet sempre tem o seu lado bom rs...
      Estou acompanhando sua luta e tenho certeza de que irá vencer =)
      Fico feliz por você ficar feliz! Sempre que ser estarei xeretando seu cantinho e dando os meus palpites kkkkkkkkkkkkkk
      Quanto ao texto, eu havia escrito há muito tempo atrás, quando tive uma briga séria com meu namorado. Eu já nem me lembrava... Fato é que reencontrei o bendito, inacabado. É um pouco estranho relembrar rs, mas tem o lado positivo de ter superado tudo isso.
      Acabei terminando o texto hoje e postando ele, porque assim como eu estava me sentindo como escrevi, talvez algumas pessoas se identifiquem.

      =* bjs e se cuida!

      Excluir
  5. Oi florzinha realmente eu ando tristinha sim..., mais vai passar e obrigada pela visita vc é um doce de pessoa. Bjs e boma dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficarei esperando um texto bem alegre de sua pessoa =)
      =* bjsssss

      Excluir
  6. Olá Florzinha.
    Adoro quando você comenta.
    Como sempre carinho.
    Adorei este texto.
    Abraços,
    marli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Marli! Adoro aquelas bolsas rsrsrs...

      =* beijos

      Excluir
  7. Estava sentindo a sua falta no meu cantinho. Tu escreves de um forma bem delicada sobre o amor. Acho que tu escreveste o verdadeiro sentido do amor. Ficou lindo. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este texto tem um fundo triste embora fale de amor rs...Obrigada pelo carinho!
      Andei meio sumida mesmo, mas já estou na ativa! Prometo não fazer mais falta kkkkkkkkkkkk
      =* beijossss

      Excluir
  8. Acordar sem saber conjugar o verbo amar no presente. É fascinante.
    Quase tão fascinante quanto acordar o conjugando já nos sonhos...
    Não concorda?
    Um beijo *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amar é sempre fascinante. Tão fascinante quanto complicado, sempre...
      =* beijosss

      Excluir